A ilusão da meta…

(Estou de partida! Lê até ao fim para saberes mais…)

Todos ambicionamos alcançar o sucesso!

Seja lá qual for a definição que damos ao mesmo.

Para uns pode ser ganhar muito dinheiro, para outros pode ser uma carreira de prestígio, fama, glória, etc.

Ou comprar um determinado carro ou viver num certo tipo de casa, naquele bairro xpto.

E todos sabemos que é necessário fazer muitos sacrifícios para atingir um determinado nível de sucesso.

Afinal de contas, se fosse fácil, todos o atingiriam, certo?

Até aqui tudo bem.

O problema é quando essa busca incessante do sucesso nos leva a colocar a nossa própria vida em modo de “stand-by”.

Quase como se deixámos de ter uma vida própria e estivéssemos totalmente consumidos com a busca do sucesso.

Bem sei que há alguns gurus que preconizam exactamente isso.

Focares-te completamente nos teus objectivos e não deixares que nada nem ninguém se interponha no teu caminho.

E trabalhares quase 24h por dia.

Incansavelmente.

Porque dizem que essa é a “única” forma de alcançar o dito sucesso.

E, por causa disso, vemos e conhecemos cada vez mais pessoas que não querem assumir relações antes de terem um determinado nível de vida.

E não querem ter filhos para não atrapalhar a sua carreira.

Ou separam-se à primeira contrariedade porque não estão “pra levar” com o feitio do outro que os está a “atrasar”.

Ou, então, passam tanto tempo no trabalho que negligenciam completamente a família.

E nem se apercebem dos filhos a crescer…

Ou, então, que deixam de ter cuidado com o que comem porque não têm tempo.

E deixam de se exercitar porque não têm tempo.

E não lêem nem aprendem nada de novo porque não têm tempo.

E não cuidam da sua fé e do seu lado espiritual.

Exactamente… porque não têm tempo.

Etc., etc., etc.

São muitas as situações em que as pessoas adiam a sua própria vida na busca de um determinado objectivo que, supostamente, as fará felizes.

E a vida vai passando e vamos vivendo constantemente naquilo que eu chamo da ilusão da meta.

No acreditar que, quando atingirmos a meta, então sim, seremos felizes!

Ora, como já deves ter percebido, eu acredito em estabelecer objectivos ambiciosos e em trabalhar no duro para lá chegar mas…

Tanto quanto possível, procuro não colocar a minha vida em stand-by durante muito tempo.

Aviso à navegação: Também sou humano e, às vezes, também me deixo apanhar por estas armadilhas. Ei, somos todos feitos da mesma massa por isso não se trata aqui de julgar ninguém…

E, por isso mesmo, procuro cultivar as quatro dimensões do meu ser:

– Física – exercitando o corpo, correndo, jogando à bola com os amigos, procurando não fazer muitas asneiras com a comida, etc..

– Intelectual – procurando ler e aprender coisas novas, ensinar e partilhar o que sei.

– Emocional – cuidando e desfrutando ao máximo da minha família e amigos, conhecendo pessoas novas, etc..

– Espiritual – rezando, cultivando a minha fé, o meu conhecimento e a minha relação com Deus e com o próximo.

Nem todos os dias consigo trabalhar as quatro vertentes, claro!

E, por vezes, é necessário dedicar mais algum tempo e atenção a uma do que às outras três.

Porque a vida não é linear.

Por isso mesmo, durante as próximas duas semanas, vou dedicar mais algum tempo a uma destas dimensões – a espiritual.

E, para tal, vou fazer uma peregrinação.

Especial.

Uma peregrinação à Terra Santa.

Nas próximas duas semanas estarei em Jerusalém e arredores a visitar todos os lugares santos por onde viveram e passaram Jesus e os seus Apóstolos.

Esta é uma excelente oportunidade para cultivar a fé e que vou tentar aproveitar ao máximo.

Agora, isso tem uma implicação directa no meu dia-a-dia.

(Muito) provavelmente, não poderei escrever o meu artigo diário.

Mas levar-te-ei comigo no meu coração e pensamento e estarás presente nas minhas orações.

Sempre que conseguir, enviarei notícias.

Durante a minha ausência, o negócio continua a funcionar como sempre com a minha equipa a dar conta do recado.

Posso é demorar mais a responder a algum e-mail.

(Sim, eu sei que ainda tenho alguns atrasados e se me enviaste algum há pouco tempo e ainda não respondi, peço desde já desculpa por isso. Tentarei compensar em breve…)

E é isto!

Tem um excelente dia e não te esqueças de viver. Hoje!

Um abraço,

Marco Costa
www.omeunegocioimobiliario.com

 

Opt In Image
E-Book Grátis Para Agentes Imobiliários / Corretores de Imóveis
Duplica o Teu Negócio Apenas com Referências

Descobre como alavancar os teus resultados apenas com referências recebidas de antigos e actuais clientes.

Disponível apenas por tempo limitado...