Como recolher (muitos e bons) testemunhos!

Todos sabemos que os testemunhos são essenciais à nossa actividade. Aliás, são essenciais para qualquer empresário ou empreendedor que está no mercado a oferecer os seus serviços. Ora, se isso é assim, porque é que a grande maioria dos agentes imobiliários não tem o hábito de solicitar testemunhos aos seus clientes? Mesmo quando faz um bom trabalho e estes ficam visivelmente satisfeitos? É um mistério… Mas é algo que tu…

Qual é o teu verdadeiro porquê?

Há uns dias, vi uma apresentação do TED, de um tipo que falava algo muito interessante. E que podes aplicar imediatamente à tua vida e ao teu negócio. O seu nome é Simon Sinek e podes ver a sua apresentação no Youtube. Ele falava na importância de encontrares o teu verdadeiro “porquê”. O que é o teu “porquê”? É a razão fundamental pela qual fazes algo. E, segundo ele, as…

Que decisão vais tomar?

No outro dia estava a ver uma notícia de algo espantoso que aconteceu nos Estados Unidos. Oito tipos que estavam presos, forçaram a fechadura da cela onde estavam, conseguiram abri-la e foram… …salvar um guarda da prisão que tinha acabado de se sentir mal e estava caído no chão. Era um dia normal naquela prisão e esses presos estavam todos juntos numa cela, enquanto esse guarda estava sentado numa cadeira…

A verdadeira razão pela qual ninguém lê o que envias…

Estava a ler um artigo com as seis razões pelas quais as pessoas não lêem os e-mails que recebem. Informação valiosa. Eis as seis razões apresentadas: 1 – Não ir personalizado com o nome da pessoa que a recebe; 2 – Ter um mau design; 3 – Usar o resumo pré-definido (aquela porção de texto que aparece a seguir ao título do e-mail em alguns servidores de e-mail); 4 –…

Investe o teu tempo e energia com sabedoria!

Se há uma coisa que qualquer investidor de sucesso aprende desde cedo é a cortar as suas perdas. Perante qualquer investimento, o investidor define quanto está disposto a perder e, se o investimento, chegar a esse valor ele simplesmente termina o investimento, normalmente vendendo ou desistindo da sua posição. E não fica a chorar sobre o que perdeu. Antes, concentra-se noutros investimentos com mais potencial. Aliás, é esta forma de…

Como garantir que os teus clientes não te esquecem…

Já alguma vez te aconteceu não conseguires encontrar as tuas chaves? É um bocado atrofiante, não é? Aconteceu-me no outro dia e perdi imenso tempo até conseguir encontrá-las. Mas não foi a primeira vez… Já me tinha acontecido o mesmo há umas semanas. E o mesmo com a carteira e com o telemóvel. Começo a pensar que estou velho… Ou então é mesmo assim que as pessoas são. Elas esquecem-se…

Estás a inspirar as pessoas do teu Círculo de Influência?

No outro dia recebi um e-mail de alguém que recebe estes e-mails diários e que escreveu uma coisa muito interessante: “Boa tarde! Obrigada pela tua inspiração de hoje! Ontem ao final do dia (e ao acordar também) dei por mim a colocar precisamente a questão de se valia o esforço em continuar este caminho. Acordei mais óptimista e ao ler, uma vez mais, o email do Marco reformulei a questão…

Tic-tac, tic-tac, tic-tac…

Hoje a minha afilhada faz anos! E vou passar quase todo o dia com ela (incluindo, uma ida ao Teatro para a ver actuar num espectáculo de dança). Se, por um lado, é fantástico vê-la crescer desta forma… Por outro, o aniversário dela, por calhar no 1 de Julho, também me relembra que já passaram 6 meses desde que o ano começou. Metade do ano já foi e eis que…

O negócio imobiliário descartável…

Um estudante de direito no Quebec que teve uma ideia revolucionária de como “consertar” o casamento. Em vez de um compromisso para toda a vida, o casamento duraria apenas quatro anos e depois dissolver-se-ia naturalmente. A menos que os parceiros decidissem renovar o compromisso. Segundo ele, isso iria reduzir o número de divórcios. Hmm… Na minha humilde opinião, esta é uma ideia terrível e, mesmo correndo o risco de soar…

O que dizer aos nossos clientes e prospectos?

Como te tenho dito desde sempre, é vital falar com os nossos clientes e potenciais clientes  sobre aquilo que lhes interessa. E não sobre aquilo que nos interessa a nós. Isto, em teoria, até parece simples. E, se estás cara-a-cara com eles, torna-se mais simples porque podes simplesmente  perguntar-lhes directamente (ou disfarçadamente). Mas, se não estás cara-a-cara com eles e tens de comunicar via e-mail, publicidade ou via a tua…