10 dicas para ser feliz! – Parte 1

Hoje o artigo tem a autoria de um “convidado” muito especial.

Trata-se do Papa Francisco que, com os seus gestos de amor, tem tido um grande impacto no mundo inteiro.

Então, o Papa Francisco deu uma entrevista à revista dominical do jornal argentino Clarín onde, de forma muito informal, dá alguns conselhos sobre como ser feliz.

Eis como esse jornal resumiu esses conselhos em dez “dicas” (estas são as primeiras cinco dicas. Amanhã trago-te as outras cinco):

1 – Vive e deixa viver

“Os habitantes de Roma têm um ditado e podemos partir dele para explicar a fórmula que diz:
‘Vai em frente e deixe as pessoas vão também em frente’. Vive e deixar viver é o primeiro passo da paz e felicidade.”

2 – Dar-se aos outros

“Se alguém estagna, corre o risco de ser egoísta. E água estagnada é a primeira a apodrecer.”

3 – Move-te descansadamente

“No [romance] ‘Don Segundo Sombra’ há uma coisa muito bonita, de alguém que reinterpreta a sua vida.
O protagonista. Diz que em jovem era um riacho que corria entre rochas e levava tudo à frente; em adulto era um rio que andava para a frente e que na velhice se sentia em movimento, mas lentamente, descansadamente.

Eu utilizaria esta imagem do poeta e romancista Ricardo Guiraldes, este último adjetivo, descansadamente. É a capacidade de se mover, de viver, com benevolência e humildade, o remanso da vida. Os anciãos têm essa sabedoria, são a memória de um povo. E um povo que não cuida dos seus anciãos não tem futuro.”

4 – Brincar com as crianças

“O consumismo levou-nos à ansiedade de perder a saudável cultura do ócio, de apreciar a leitura, de desfrutar a arte. Agora faço poucas confissões, mas em Buenos Aires fazia muitas e, quando via uma mãe jovem, perguntava-lhe:

Quantos filhos tens? Brincas com os teus filhos? E era uma pergunta com ue não contavam, mas eu dizia-lhes que brincar com as crianças é fundamental, é sinal de uma cultura saudável.

É difícil, os pais vão para o trabalho muito cedo e voltam às vezes quando os filhos já estão a dormir. É difícil, mas há que fazê-lo.”

5 – Partilhar os domingos com a família

“No outro dia, em Campobasso, fui a uma reunião entre o mundo da Universidade e mundo do trabalho, e todos reivindicavam que o domingo não era dia de trabalho. O domingo é para a família.”

E por hoje é isto!

Amanhã, trago-te as outras.

Espero que tenhas um dia fantástico!

Um abraço,

Marco Costa
http://www.omeunegocioimobiliario.com

 

Opt In Image
E-Book Grátis Para Agentes Imobiliários / Corretores de Imóveis
Duplica o Teu Negócio Apenas com Referências

Descobre como alavancar os teus resultados apenas com referências recebidas de antigos e actuais clientes.

Disponível apenas por tempo limitado...